Flytour Logo

Descubra como abrir uma agência de viagem de forma prática

como abrir uma agencia de viagem

O setor de turismo é um mercado em processo permanente de expansão. Para atuar nesse ramo, é preciso entender o seu funcionamento e ter uma estrutura simples, mas necessária, em caso de um pequeno negócio. Neste texto, saiba como abrir uma agência de viagem de forma prática. Boa leitura!

O que é agência de viagens?

Antes de saber dos processos burocráticos do setor turístico, é fundamental entender o que é agência de viagens e como ela funciona. Quando um cliente busca um consultor, em uma agência, e apresenta a sua necessidade, é papel deste profissional oferecer conveniência em todas as etapas no planejamento da viagem.

Essa conveniência, para tranquilidade e segurança do viajante, compreende a oferta de serviços personalizados, com organização e gestão de todo o processo. Ou seja, cabe à agência de viagens montar um roteiro, conforme as exigências apresentadas, e garantir que tudo seja cumprido de maneira eficiente. 

Recomendação

Para saber como abrir uma agência de viagem, é preciso entender que não basta apenas gostar de viajar e conhecer lugares novos. O negócio é sério e depende de organização e muito conhecimento de mercado.

Não é obrigatório ter curso superior em turismo, contudo, ter experiência de, pelo menos, três anos na área vai ajudar nas tomadas de decisão e na estruturação de abertura do negócio. É importante ainda contar com a ajuda de especialistas, que vão oferecer todo o suporte necessário.

Tipos de agências de viagens

Outro ponto relevante a se ter em mente é saber que o ramo de turismo é amplo, havendo a possibilidade de se trabalhar em diferentes vertentes. Por isso, é necessário identificar qual segmento se assemelha mais com o perfil da sua empresa. Entre os tipos de agência de viagens estão:

  • agências de turismo a lazer: oferecem consultoria na criação de um pacote de viagem, com suporte do começo ao fim, com reserva de hotéis, emissão de passagens, traslado, pacote de passeios e muito mais;
  • agências corporativas: focam nos clientes empresariais, com planejamento e gestão de todo o trâmite das viagens a trabalho, incluindo relatório com controle de despesas, oferta de cartão corporativo e outras necessidades;
  • agências receptivas: prestam serviços de recepção ao turista na sua chegada ao destino, com vendas de passeios, oferta de guias turísticos, orientações gerais de roteiro e serviços de transporte;
  • agências operadoras: disponibilizam diferentes serviços para todas as necessidades turísticas, atuando tanto no segmento de viagens a lazer quanto de viagens corporativas, com reserva de passagem aérea, hotéis e outros;
  • agências consolidadoras: atuam como intermediárias para comprar passagens das companhias e revendê-las para agências de viagem menores. Para isso, contam com GDS e IATA;
  • agências de viagem on-line (OTAs):  dispõem de consultoria para viajantes que, por conta própria, elaboram seus próprios roteiros, pesquisam suas passagens e acertam os detalhes da sua hospedagem. 

Conheça as etapas para abrir uma agência de viagem

Afinal, como abrir uma agência de viagem? Para isso, não é preciso mais que uma sala mobiliada, computadores com acesso à internet e telefone, além de, pelo menos, duas pessoas para darem conta das demandas de serviço, no caso de empresas de pequeno porte.

Com o auxílio de um contador, o processo de regularização torna-se mais facilitado em relação ao tipo de empresa a ser aberta, ao regime tributário e à legislação destinada à agência de viagens. Com o registro do CNPJ e do cadastro pode-se emitir notas fiscais, contribuir com impostos e atuar conforme a legislação.

Para melhor desempenho, é recomendado que a empresa seja automatizada, de modo a tornar os processos administrativos ágeis. Por isso, investir em um software de gestão vai facilitar toda a rotina de trabalho. Atualmente, há diferentes ferramentas no mercado de operação simples.

Passo a passo para montar uma agência de viagem

Iniciar um negócio de turismo não é complexo, todavia, depende de estudo e apoio em determinados assuntos para estar por dentro da legislação. A seguir, conheça o passo a passo de como abrir uma agência de viagem:

  • 1 – Escolha um segmento;
  • 2 – Faça um plano de negócio;
  • 3 – Formalize seu negócio;
  • 4 – Estabeleça parcerias;
  • 5 – Ofereça atendimento personalizado;
  • 6 – Invista em marketing digital;
  • 7 – Crie um programa de fidelidade.

Emissão de passagens 

O processo de emissão de passagens nacionais é simples. As companhias disponibilizam o cadastro de agências nos próprios sites e basta preencher o formulário corretamente, com base na documentação exigida. Se tudo estiver dentro dos conformes, em até sete dias, a agência consegue emitir as passagens.

Já a emissão de passagens internacionais depende do registro da International Air Transport Association (IATA). Há exigência ainda de um capital mínimo obrigatório, além de ser preciso aderir a um Global Distribution System (GDS). Para usá-los, é necessário o pagamento de uma taxa mensal.

Quais são as vantagens de investir em uma franquia?

Caso o empreendedor deseje facilidade para abrir o seu negócio, a opção é se associar a uma franquia. Alguns dos aspectos mais importantes proporcionados por ela são a experiência e o reconhecimento de mercado, bem como a estrutura que a operadora poderá passar para o franqueado. 

O sistema home based, que permite ao franqueado trabalhar a partir da sua casa com um investimento ainda mais baixo, maneira como muitos atuam, é outra excelente vantagem de se investir em uma franquia de agência de viagens.

Conheça a Flytour Franquias

Reconhecida 21 vezes com o selo de Excelência em Franchising pela Associação Brasileira de Franchising (ABF) e eleita 4 vezes como a melhor agência de viagem corporativa do Brasil, a Flytour atua há mais de 45 anos no mercado turístico, oferecendo soluções para empresas de pequeno, médio e grande porte. 

Atuante em 16 estados brasileiros, as franquias da Flytour são especialistas em viagens corporativas e a lazer, com altos índices de crescimento. Os franqueados têm acesso às ferramentas, às consultorias, ao back office e muito mais. Saiba como abrir uma agência de viagem com a Flytour.

Confira também